domingo, 4 de novembro de 2007

Oito cousas...

Bom, para dar um bocado de sentido a este blog e fazer algo da minha vida: um meme para todos vocês!!!!

Seguindo com esta onda que percorre o blogomillo e que foi inciada aquí (Mario, nem sei o que é um meme nem sei o que é o blogomillo, mas vou tentar que ninguém repare nisso) farei uma lista de 8 coisas relacionadas comigo: 8 coisas que fazem que me escaralhe do riso (a ver se assim consigo alegrar-me um bocadinho, que ultimamente ando de mal karma). Nom sei se um meme tem que estar classificado por ordem de importância ou nom, assim que vai por formato:

1.- Monty Python Flying Circus.

Magistral, e para os que nos achegamos ao grupo através dos filmes, insuperável. Se quando miúdos ficamos abraiados com o Holy Grial ou a Life of Brian, descobrir que ao prescindirmos do argumento e do fio condutor a cousa melhoraba... que maravilha! Irrepetíveis sketches como o do partido de futebol entre filósofos. E grande fonte de inspiração para as lutas académicas: nobody spects the bolonha process!!!!


2.- Family Guy

Outra série com a que nom posso evitar chorar do riso, embora reconheço que tanta mala baba seja perturbadora em ocasiões...


3.- Filmes dos Irmãos Marx

Declaro-me Marxista orgulhoso. Para um trabalho de aula tive que voltar ver "Uma noite na ópera". Lembrava tela visto quando era miúdo e nom poder parar de escachar a rir... mesmo efeito sete ou oito anos depois. Geniais.

4.- Ronseltz

"Unicornio de cenouras que cabalgas os sabados", leitura anual obrigatória, a coincidir com as temporadas de mala ostia geral... Inteligentes, brilhantes, com um transfundo profundo que aumenta e aumenta conforme vou conhecendo mais a literatura da Galiza. Lástima nom ter coincidido com eles para lhes ver algum recital.


5.- A correspondência com Diego Cousillas

Grande sorte dos que mantemos contacto epistolar com o camarada Cousillas. As suas cartas, sempre cheias de humor, poesia e engenho som difíceis de superar... e consegue tirar o melhor de cada resposta! Um beijo desde estas linhas para Noelia, o meu grande amor.


6.- El Correo Gallego durante os últimos anos da era Fraga.


Essas polvoras. Essas magnólias. Esses artigos de Navaza. Esse "benegá". O chiste (?) falto de gosto sobre o matrimonio homossexual... Que saudades de quando chegava à faculdade de filologia da Corunha e o camareiro aparecia sempre com um café com leite, o Correo e El Mando... nem a decana tinha tal privilégio!!
Agora evoluiu cara jornal gratuito... e recebe-se em Coimbra junto com El Mando. Mas já nom é o mesmo... nunca será o mesmo desde aquel dia que lhe deram as magnólias a Nestor Rego e uma infinidade de leitores ficamos abraiados ante o abismo.

7.- Fanhunter RPG.

Ou quando Celso tinha algo de piada. Risada freak compartilhada com supernintendo e pcfutbol... Os comics também molabam, até que lhe meteram cores. (bom, reconheço que deixaram de molar antes disso, mas eu manteve-me firme com a minha fidelidade freak). Agora que me lembro. As miniséries de Masacre editadas por Forum também eram de escachar... Melhor nom recupera-las hoje em dia, para evitar decepções.

8.- De Bar en Bar de X. C. Caneiro.

É conhecer para adorar...


E agora o mais difícil: Encontrar oito persoas para enviar o tal meme. Mmmmmmmm, nom tem que ser tão dificil. Concentração. Postura pokemon mentres se grita: Gabriel, invoco-te; Leo, aparece; Lua-neghra, acode; Lidia, responde; Julinho, deixa de rascar as bolas; Rafa, para já. Eeeeeee, fiquei sem gente.... agora me vai cair uma maldição ou algo assim?. Resolvido: Sire, pela raínha; echa-me una mano, prima.
Ok, xa sei que é trampa....



4 comentários:

A rapaza do arco disse...

Ronseltz! que gandes! esas frases míticas que nunca máis se repetirán na historia da literatura galega :D

Ima disse...

anda que...


eu pensei q este era mais um proxecto...

xa vexo q é posíbel ter internet e non enterarme de nada...



por certo,


Horacio é como eu me chamei hai moito tempo por outras cousas....

que saia da túa boca así

con esa lixeireza

dáme vértigo


benvido, pois, Traveler, á minha vida...


quen me diría a min q nos encontrariamos duas republican@s coma nós no medio da corte do rei gnu

Mario disse...

Cantas coincidencias!!! Pero o do Correo si que era insuperábel, habería que poñelos de primeiros. Canto tardarán en reeditalo en tapa dura?

Arredista disse...

Eu tambem acabo d recordar o correo,como dicia o gram Kiko Cadaval o papel hixienico mais caro do mundo.
Ese Navaza com eses artigos,q recordos.